Pesquisar no blogue

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Mini-tartes de maçã


Neste fim de época da fruta, como algumas macieiras foram bastante generosas, ainda temos umas deliciosas maçãs para apreciar. Por isso, procurei uma receita, um pouco diferente da tradicional tarte de maçã, para dar um "desbaste" no stock caseiro da fruta. No site "Better Home & Gardens", que de vez em quando consulto, encontrei um conjunto de receitas deliciosas para usar maçãs e esta foi a escolhida.

Ingredientes:
  • 2 chávenas de maçãs descascadas e cortadas em cubos 
  • 2 colheres de sopa de sumo de maçã
  • 1 colher de sopa de açúcar branco
  • 1/4 colher de chá de canela 
  • 1/2 chávena de farinha integral
  • 1/2 chávena de flocos de aveia 
  • 6 colheres de sopa de açúcar amarelo
  • 1/4 colher de chá de canela 
  • 1/2 chávena de manteiga
  • 2 colheres de sopa de nozes picadas e torradas

Pré-aquecer o forno a 180º C. 
Untar 12 formas de muffins com manteiga ou pulverizar com óleo em spray. 

Para o recheio de maçã, numa panela média, combinar as maçãs picadas, sumo de maçã, açúcar branco e 1/4 de colher de chá de canela. Deixar ferver e posteriormente reduzir o calor. Deixar cozer destapado por 5 a 8 minutos ou até que as maçãs estejam macias. Retirar do lume.

Num processador, combinar a farinha, 1/4 chávena de flocos de aveia, o açúcar amarelo e 1/4 de colher de chá de canela. Processar para combinar. Adicionar a manteiga e processar novamente até que a mistura forme grânulos. Acrescentar à mistura os restantes flocos de aveia e as nozes, sem processar.

Colocar uma colher de sopa da massa em cada forma de muffin, pressionando sobre os fundos e e laterais, formando uma pequena tigela. Guardar um pouco desta mistura para a cobertura das tartes.
Colocar cerca de 2 colheres de chá de recheio de maçã em cada forma, dentro de cada "tigela" de massa. Polvilhar o recheio com a mistura de aveia restante.

Levar ao forno por 15 a 20 minutos ou até ficarem douradas. 
Retirar do forno e deixar repousar por 10 minutos. Soltar as bordas com uma espátula fina e retirar as mini-tartes das formas. 
Estão prontas a ser saboreadas, e se forem servidas mornas sabem ainda melhor! :)



quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Almoço no D'Gema e uma voltinha no Jardim Botânico

Há restaurantes que são verdadeiros fenómenos de popularidade, é o caso do D'Gema. Sempre que passo lá à noite vejo filas de gente à espera de mesa, e isto intriga-me! Um destes sábados, passamos pela rua do Almada à hora de almoço e aproveitamos que o restaurante estava relativamente calmo (havia uma ou 2 mesas livres, uau!) e lá fomos experimentar.


O espaço por fora não chama muito a atenção, apesar do bom gosto da entrada, que penso já vir do tempo em que aqui funcionava um outro restaurante (o "Romeu e Julieta"). Mas lá dentro, o que se destaca são sem dúvida os abajours dos candeeiros feitos em papel machê e que representam os nomes dos hamburgueres disponíveis no menu, e que são inspirados em expressões portuenses (carago!).

Exemplo de um abajour inspirado na expressão popular "Traz água no bico".
Outro exemplo: "Ai o morcão" (só quem é do Norte é que percebe, lol).

O menu, com os nomes dos pratos inspirados em expressões populares do Porto.

Os nossos hambúrgueres, muito bem servidos e deliciosos!

Para digerir este belo repasto, e aproveitando o resto da tarde, fomos conhecer a recém inaugurada Galeria de Biodiversidade do Museu de História Natural e de Ciência da Universidade do Porto, no antigo edifício da Casa Andresen. Apesar de renovado, para mim visitar este espaço foi uma viagem ao passado. Hoje em dia não se imagina, mas até há uma série de anos atrás, este era um dos edifícios da Faculdade de Ciências onde eram lecionadas diversas cadeiras, e eu tive o privilégio de estudar aqui durante alguns anos. Já nessa altura o edifício tinha o seu encanto, mas estava um pouco degradado, e adaptado à atividade pedagógica. 










A envolver o edifício, encontra-se o Jardim Botânico do Porto, uma área verde enorme com imensas zonas de vegetação específica para conhecer. 
Passam-se assim umas boas horas a explorar, sem dar por ela...








segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Aplicar papel de parede - uma aventura!

O estúdio Donna Lisa está em constante mutação. :) Ou são armários, ou são molduras, ou mesas, etc.... A verdade é que eu acho que há sempre um ou outro pormenor que pode ser melhorado, tanto  a nível funcional como esteticamente. Desta vez, foi uma parede!
Atrás da secretária havia uma grande e aborrecida parede branca... O que não bate certo com toda a energia e criatividade que flui neste espaço! Depois de várias tentativas de escolher um papel de parede certo para este espaço, ainda tive de passar pela aventura de ficar com a encomenda retida na alfândega (por ter vindo da China) e ter de pagar uma catrafada de impostos e taxas sobre ela, enfim!

Depois de alguma pesquisa sobre aplicação de papel de parede (bendito Youtube!), comprei o restante material necessário (cola e pincéis), e meti mãos à obra! Pela primeira vez na vida,  apliquei papel de parede e posso dizer que não foi tão difícil como imaginava, apenas pegajoso! Eheh! A parte mais complicada foi mesmo acertar o padrão do papel, pois como os ramos das árvores da imagem do papel tinham de bater certo uns com os outros, foi preciso ter atenção redobrada. Isto também leva a que se desperdice algum papel, por isso fica a dica: quando comprarem papel de parede com padrão (horizontal) comprem uma quantidade superior àquela que precisam para a medida da parede!

O longo e pegajoso processo de aplicação do papel.

E aqui está o resultado final. 
Não ficou uma parede muito mais interessante?? :)



Outros projetos do estúdio Donna Lisa:



sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Tapabento - "Tapas & + coisas boas"

Finalmente tivemos o prazer de conhecer o restaurante Tapabento! :)

Como genialmente o nome indica, este restaurante serve principalmente tapas (ou petiscos) e fica ao lado da famosa estação de comboios de S. Bento. Entretanto abriram um novo restaurante com o mesmo novo, mas na zona da Trindade. Esse fica para uma próxima oportunidade.

Este é daqueles sítios que já várias pessoas me tinham recomendado e com ótima classificação nos diversos sites que se dedicam a apresentar os melhores locais para explorar em diferentes cidades.

Com tantas expectativas, isto podia correr mal... Mas não foi o caso. O único senão é mesmo a dificuldade em fazer reserva ou arranjar mesa devido à intensa procura por parte não só de portugueses mas também muitos (mas mesmo muitos!) estrangeiros.

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Manjericão aos montes? Pesto!

Há uns meses atrás, comprei um vasinho de manjericão no supermercado.
Não costumo ter sorte com estas plantas (pelo menos dentro de casa) mas tinha lido algures que estes vasos que se encontram no supermercado (perto da zona das saladas embaladas) são constituídos por vários pés de manjericão, o que quer dizer que um único vaso pode resultar em várias plantas. 
Então fiz o recomendado: tirei a planta do vaso e separei os vários pés de manjericão (confirma-se!), tentando não destruir as raízes. Plantei os pés de manjericão na nossa horta em canteiros e meses depois tenho várias plantas a crescer continuamente, o que implica de vez em quando dar um desbaste àquelas que estão a crescer demais (deve-se evitar que a planta dê flor). 

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Tarte de Pêra

Cá em casa temos as fruteiras carregadas, e precisava de gastar umas pêras que estavam a ficar demasiado maduras para serem comidas "ao natural". Fiz esta receita de uma tarte de pêra com leite condensado que fica uma delícia (atenção gulosos: nem parece que estão a comer fruta!). :)

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Vestido de praia e Top de verão (com links para tutoriais)

Este post de hoje é um 2-em-1 (e fica ao mesmo preço, eheh). Ora vamos lá:

1) Vestido de praia

Gosto muito das roupas que vejo os senhores marroquinos / tunisinos / paquisteneses, etc. a vender na praia, mas caramba, era preciso serem assim tão caras?! Eu sei que é suposto regatearmos, mas mesmo assim... Penso sempre: aquilo é tão fácil de fazer! São trapinhos super simples, alguns com uns pedaços de renda ou umas fitas decorativas a dar uma graça.

Tinha comprado há umas semanas um retalho enooooorme (parece um lençol de uma king size bed) de um tecido vaporoso que faz lembrar o linho ligeiramente enrugado mas com um toque muito macio. Foi com esse tecido que decidi fazer um vestidinho para a praia, uma coisa simples mas ao mesmo tempo seguindo a tendência atual: ombros à mostra e folhos.





Para isso segui este tutorial, com uma pequena alteração, pois o original não incluía folhos nas mangas. É mesmo muito fácil, recomendo! :)


2) Top de Verão

Já há algum tempo que sigo uma blogger, a Wendy, que tem um canal no Youtube onde apresenta imensos tutoriais em vídeo sobre costura, manualidades, living, etc.
A Wendy é suuuuuuuper amorosa, daquelas pessoas que apetece ter como amiga, e os vídeos são tão bem feitos, que dá vontade de fazer tudo o que ela nos mostra . Um dos que segui há pouco tempo, foi o tutorial onde ela explica como fazer um top de verão bem soltinho, e seguindo o estilo do vestido de verão acima, com os ombros à mostra (o meu stock de elástico está quase a esgotar, eheh!).

Usando um retalho de tecido branco comprado na Feira dos Tecidos por 4€, aqui está o meu top:



O tutorial em vídeo está aqui e o post com mais detalhes aqui.

Inspirem-se! :)

sexta-feira, 21 de julho de 2017

A loucura dos biquinis

Depois de ter "partido pedra" com a minha primeira confeção de um biquini, foi só continuar e criar mais alguns modelitos para usar as lycras que tinha comprado. Posso dizer que estou viciada! :)

1) Biquini dos ananases 



domingo, 9 de julho de 2017

Costuras de Verão: biquini!

Já desde o verão do ano passado que andava com uma vontade tremenda de entrar no mundo da "confeção" caseira de biquinis. A ideia de poder criar o meu próprio biquini no modelo que eu quisesse (dentro das limitações de máquinas e tecidos) e com as minhas medidas, há muito que me atraía. Por exemplo, adoro as peças da Cantê mas aqueles preços!!! Pff! Por isso, este ano decidi avançar com isso! Estive tentada a frequentar um workshop deste tema mas com tanta informação que há neste mundo digital, arrisquei mesmo sem formação (mas vendo muitos videos tutoriais no youtube).

A primeira aventura desta saga foi encontrar umas lycras bonitinhas e baratas. Felizmente, com a dica de outras costureiras domésticas em foruns temáticos, encontrei uma loja de tecidos em Famalicão (Mike Tecidos) que também vende online e tem uns preços fantásticos. Escolhi os padrões e passado poucos dias tinha a encomenda em minha casa.



quarta-feira, 21 de junho de 2017

Produção da semana: a horta dá os seus frutos (e legumes)!

Há umas semanas atrás publiquei a nossa aventura sobre a "construção" da horta este ano. Como mostrei, desta vez optamos pela horta em canteiros, já que é suficiente para nós e muito menos trabalhoso! 
Pois bem, apesar de já termos usufruído de alguns produtos colhidos da horta nestas últimas semanas (essencialmente alfaces), nestes últimos dias as coisas começaram a brotar e crescer de uma hora para a outra, conseguindo juntar esta maravilhosa miscelânea! Nham nham! :)


sexta-feira, 9 de junho de 2017

Tabuleiro para ilha de cozinha

Para organizar aquelas tralhas que estão sempre pousadas em cima da ilha da cozinha (o cesto da fruta, os guardanapos, etc.) decidi fazer uma tábua/tabuleiro para organizar estas coisinhas em vez que andarem sempre espalhadas por aqui e ali.

Super fácil: com um pedaço de madeira que tinha sobrado de outro projeto, recortei um retângulo com o tamanho suficiente para caber tudo, arrendondei os cantos e com estes restinhos fiz as "pernas" do tabuleiro, colando por baixo para lhe dar alguma altura. Pintei tudo de cinza para ficar a combinar com o resto da cozinha.

quinta-feira, 1 de junho de 2017

A ver estrelas!

Com o intuito de preencher uma pequena parede do quarto, procurei algumas ideias de decoração para pendurar, excluindo o óbvio (quadros e espelhos). Com tantas opções, desde as encantadores peças em macramé (que um dia hei-de fazer) até as mandalas tingidas em tecido indiano, fiquei por um simples mobile, feito a partir de um velho ramo de uma árvore (coisa que não nos falta!) com pequenas estrelas de "barro" branco penduradas.

Como tinha todos os materiais necessários, foi só preciso meter mãos na massa (de modelar, neste caso).


domingo, 21 de maio de 2017

Horta em canteiros

Com a chegada da primavera, surgiu a vontade de criar uma nova horta cá em casa, mas desta vez usando o sistema que os americanos tanto usam, as "raised beds", que traduzido para português significa qualquer coisa como "canteiros elevados".
Optamos por este tipo de horta pelas experiências dos anos anteriores: há 3 ou 4 anos fizemos uma horta muito grande,o que exigiu uma grande dedicação para manutenção e colheita; por outro lado, no ano passado fizemos uma horta pequena no solo mas, como nos descuramos na manutenção, as ervas daninhas apoderaram-se do cultivo e a horta transformou-se num matagal.
Assim este ano optamos por uma horta pequena e que exigisse pouca manutenção e a solução foi a criação das "caixas", aproveitando tábuas velhas que tínhamos em stock.

Começamos por limpar o terreno onde íamos construir as caixas.

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Cruel: "A vida pode ser cruel, coma e esqueça"

Esta frase, que se encontra na capa dos menus do Cruel, é bem inspiradora.


Neste restaurante, localizado na rua da Picaria, onde brotaram imensos novos locais para comer e beber nos últimos tempos, surge o Cruel com uma decoração e ambiente bem acolhedores.

quinta-feira, 4 de maio de 2017

"Makeover" a um cadeirão

Tínhamos um cadeirão, ainda em bom estado, mas que não combinava em nada com a decoração da nossa casa. Por isso, pegamos nele e fizemos uma mudança de visual muito simples.



quarta-feira, 26 de abril de 2017

Rota das Tascas (Porto)

Numa tarde de sábado partimos à descoberta das tascas mais antigas do Porto. Guiados pela Alma@Porto, tivemos direito ao petisco típico de cada uma das tascas e bebida a acompanhar.

O roteiro teve início na praça dos Poveiros, junto à Casa Guedes, o primeiro dos tascos a visitar.


Aqui comemos a famosa sandes de pernil, acompanhada de um fresquíssimo espadal.


sexta-feira, 7 de abril de 2017

Troncos de madeira?

Guardados há mais de um ano, tínhamos estes 2 pedaços de um tronco de uma árvore deitada abaixo. Durante esse tempo foi difícil de resistir à tentação de os transformar em lenha... 


Mas conseguimos conter-nos e em vez de arderem dentro da salamandra, foram transformados em 2 objetos decorativos... Muito melhor! :)


quinta-feira, 30 de março de 2017

Espelhos

O que fazer com um monte de aros de metal acumulados de velhas pipas? 
O que fazer com uma velha janela de madeira quase a desfazer-se?

 



A resposta para ambas estas perguntas é...
Espelhos! :)

terça-feira, 21 de março de 2017

Mesa de centro a partir de uma porta de madeira

Há uns tempos atrás fizemos uma mesa de jantar a partir de um dos antigos portões de madeira da nossa casa. Como estes portões eram tão grandes, tivemos de cortar uma "fatia" ao portão para ficarmos com uma mesa de tamanho tolerável para caber na nossa sala. Como é óbvio, guardamos preciosamente essa "fatia" que tinha sobrado para um futuro projeto, ainda sem saber qual seria. E foi meses depois que surgiu a necessidade de termos uma mesa de centro para a zona do sofá.



domingo, 5 de março de 2017

Decorar uma parede: "Gallery wall"

Decorar uma parede vazia pode muitas vezes tornar-se um desafio, mas com alguns quadros, placas e fotos à mistura, esta zona pode transformar-se no ponto chave de uma divisão.

Foi o que aconteceu à nossa parede por trás da TV, que ainda estava despida e muuuuuito monótona...



domingo, 26 de fevereiro de 2017

Manteiga de amendoim caseira (sem óleo de palma, açúcar nem conservantes)

Adoro manteiga de amendoim! Mas uma boa manteiga de amendoim é dificil de encontrar... E quando eu digo boa quero dizer uma manteiga que não tenha ingredientes com nomes suspeitos e montes de aditivos estranhos. 
A última noticia mais polémica nesta área tem a ver com o óleo de palma, que além de estar relacionado com a intensa desflorestação de certas regiões do planeta e consequente perda de habitat (floresta tropical) para determinadas espécies vegetais e animais, fala-se agora de estar ligado a substâncias classificadas como cancerígenas. Uma boa alternativa seria comprar manteiga de amendoim pura, como a que se encontra em lojas de produtos biológicos/dietéticos, mas o preço de um pequeno frasco assusta!
Assim, toca a fazer a minha própria manteiga de amendoim, que descobri ser super simples! Acaba por ficar mais ou menos pelo mesmo preço de uma manteiga de amendoim normal comprada no supermercado, por isso perguntam vocês, para quê todo este trabalho? Ora, o corpo agradece e a consciência fica um pouco mais tranquila :)


sábado, 18 de fevereiro de 2017

Aparador

Para descrever este projeto não são precisas muitas palavras, basta ver as fotos da evolução do antes - durante - depois. :)


Um armário/aparador negligenciado durante anos, mas com muito potencial! Pincipalmente por causa das gavetinhas pequenas do lado esquerdo do móvel, onde já imaginava organizados os meus materiais de trabalhos em papel . E os gavetões grandes para guardar as dezenas de tecidos da Donna Lisa.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Trabalhos do Natal passado

Quem segue a Donna Lisa no Facebook viu que partilhei, na época de Natal, uma imagem de umas rodelas de madeira com motivos natalícios para decorar a árvore de Natal. Este foi um dos grandes projetos dessa época de festas. 
A partir de ramos das árvores podadas, cortamos rodelas de madeira com a serra circular, furamos com o berbequim, adicionamos um fio e usamos uns carimbos para decorar com motivos natalícios. Depois foi só pendurar na árvore de natal! :)


terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Suporte para linhas

Já há bastante tempo que andava para arranjar uma nova solução para organizar os "carrinhos" de linhas da máquina de costura. Há uns anos atrás tinha feito um painel de organização para colocar na parede atrás da máquina de costura e que resultou muito bem. Mas com as mudanças de instalações da Donna Lisa, surgiu a necessidade de arranjar uma solução específica para a organização dos ditos carrinhos.
Comecei por pesquisar o que existia no mercado e encontrei um tipo de suportes que era mais ou menos aquilo que eu procurava, mas... não era propriamente económico! Por isso, pensei que tinha de conseguir fazer um, mesmo sendo preciso alguma paciência.