Pesquisar no blogue

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

tascö

Mais uma novidade na baixa do Porto: o tascö!

 

Aberto em Junho do ano passado, foi apenas há umas semanas que o descobrimos.
Na rua do Almada, entre as antigas lojas de ferragens, encontramos este tasco. É essencialmente um restaurante de petiscos onde se pode devorar um pouco de tudo o que é tradicional na nossa cozinha. Mas para quem quer ir mais além, também servem uns irresistíveis pratos completos (típicos da cozinha portuguesa).
O espaço é muito agradável, muito bem decorado, e com uma agradável atmosfera. Quem entra não consegue evitar olhar para a grande lousa na parede do lado direito, onde, além de frases inspiradoras, estão também escritas muitas mensagens de clientes que por lá já passaram.


Pela dificuldade que tivemos em conseguir uma reserva, ficamos a saber que é daqueles sítios que está a dar no Porto, sempre cheio, pelo menos nas noites de fim-de-semana, e principalmente com muitos estrangeiros. Por vezes, durante o nosso jantar, parecia que estávamos algures numa outra cidade europeia, tal era a mistura de línguas ouvidas na sala, o que se deve em grande parte à excelente classificação deste restaurante no TripAdvisor.

Apesar da dificuldade em conseguirmos reservar uma mesinha para 2, o atendimento foi 5 estrelas, e lá garantimos o nosso lugar. Mais tarde, durante o jantar, confirmamos: um dos pontos fortes deste sítio é mesmo o atendimento (além da comida, claro!). Quem nos serve, pessoal jovem e trendy (o restaurante é resultado de uma ideia partilhada entre 3 amigos), é de uma simpatia genuína, pacientemente explicando o conceito do tascö e fazendo-nos sentir mesmo à vontade naquele espaço.

O jantar começou com a chegada do pão à mesa, variado e saboroso, acompanhado dumas gorduchas e bem temperadas azeitonas.



As ementas são muito simples e originais. A carta de vinhos impressiona, e têm vinho a copo (a nossa escolha).


Reparem nas antigas arcadas entre este espaço e o vizinho, tapadas com uns simples troncos de lenha. Como este, há muitos outros pormenores de decoração feita a partir de restos de madeira, espalhados por todo o espaço.


Começamos por escolher uns rústicos rojões com pickles (reparem nos toscos tachos de alumínio!):


E umas lulinhas fritas com uma pitada de limão:


Pedimos também um acompanhamento de grelos salteados e uma refrescante salada de bacalhau com grão-de-bico:


Ah, como já tínhamos ouvido falar nas batatas fritas do tascö, não podíamos deixar de as experimentar, e confirma-se que são muito boas!



O nosso único erro da noite (LOL): pedimos um enchido… Era do género de uma morcela, deliciosa, mas já estávamos tão cheios, que não conseguimos apreciar na totalidade o tamanho enchido J


Mas claro que para uma sobremesa há sempre espaço no estomago, por isso terminamos com algo refrescante e relaxante para o estômago: uma mousse de ananás bem caseirinha.


Recomendo vivamente que, se ainda não conhecem este espaço, visitem o tascö e deliciem-se com os petiscos maravilhosos e tipicamente portugueses que nos oferecem. É daqueles sítios que nos marcam e deixam vontade de lá voltar para experimentar os restantes petiscos!



tascö
Rua do Almada nº 151
Porto

Tlf/Tlm: 222 010 763 / 936 352 952






terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Bolachas de frutos secos

A propósito de uma conversa entre amigos que envolveu a partilha de uma receita de bolachas integrais, aceitei o desafio e inventei uma receita de bolachas integrais de frutos secos, que resultaram numa delícia!


Ingredientes:

1/2 chávena de farinha integral
1/2 chávena de farinha normal
1 chávena de farinha de amêndoa (amêndoa moída)
1 chávena de açúcar amarelo (ou adoçante)
1 pitada de canela
1 pitada de sal fino
1 chávena de mistura de frutos secos picados (nozes, amêndoas, pinhões, etc.; também coloquei uvas passas e sementes de sésamo)
1 ovo
1/2 a 1 chávena de sumo de maçã


Pré-aquecer o forno a 180ºC.

Misturar os ingredientes secos numa tigela grande e depois acrescentar o ovo e o sumo de maçã suficiente para a massa ficar maleável. Misturar tudo muito bem.

Num tabuleiro revestido com papel vegetal, colocar 2 colheres de sopa rasas por cada bolacha e amassar com os dedos molhados em água, dando a forma de bolacha.

Levar o forno por cerca de 25 minutos ou até as bolachas ficarem douradas.

Deliciosas e saudáveis!! :)


terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Bolsa para tablet III

Com a necessidade de criar um "estojo" para proteger e transportar um tablet de novas dimensões, tive de fazer pela 3ª vez uma bolsa para este tipo de gadget (podem rever aqui e aqui as versões anteriores).

Desta vez resolvi acrescentar algo que me fez bastante falta na versão anterior da bolsa: um compartimento para guardar os cartões de memórias ou outros pequenos acessórios.
Além disso, também alterei a forma como a bolsa fecha, usando uma mola magnética.

As partes da futura bolsa.

A bolsa pronta e fechada.

A bolsa com o tablet.

Parte de dentro da bolsa.

Compartimento externo para guardar cartões, auriculares, etc.



quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Uma estrelinha

Depois de ter visto, na internet, um fantástico casaco/robe/casulo para bebes, em forma de estrela, que custava os olhos da cara, achei que era um projeto super fácil de fazer para oferecer à minha querida sobrinha.

Comecei pelos cálculos tendo em conta o tamanho padrão de uma bebe de 3 meses, e preparei o molde.


Depois foi só preciso coser todas as partes, dar uns pontos decorativos à volta e acrescentar um pompom ao topo da estrela.




E aqui está a nossa estrelinha bem quentinha! :)




terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Bem vindas gémeas!

Lembram-se das cabeças de elefante que fiz para o quarto das gémeas? Pois bem, desta vez fiz uma surpresa aos (já) papás, e criei mais um projeto para o quartinho delas, desta vez para identificar o seu próprio espaço.

Usando Eva (espuma), tecidos, cola, elefantes e uns pequenos brilhantes, criei umas placas com os respetivos nomes das meninas, de forma a que pudessem ser colocadas por cima dos berços, na parede ou até na porta do quarto, que acabou por ser a opção dos pais.




Usando um boneco de elefante em plástico e o meu mini-drill (uma ferramenta fantástica que descobri há pouco tempo!), cortei o elefante em 2 metades. Cada metade foi depois colada em cada placa.







E aqui estão as placas prontas para serem colocadas!




Bem vindas Sara e Clara, que sejam muito felizes, e que não deem muito trabalho aos papás! :)



quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Invicto Gastropub - Imperdível

Imagem de Invicto Gastropub

Mais um local a visitar para quem gosta de comer bem!
Já andava para experimentar o Invicto desde que abriu, no fim do ano passado, em plena baixa do Porto, e desta vez consegui! 
Numa noite chuvosa de sábado, foi mesmo bom entrar num ambiente quentinho, com uma iluminação agradável e uma música ambiente calma. Como é um espaço muito pequeno, com cerca de 6 mesas, tivemos de esperar que uma delas ficasse livre, e enquanto isso aguardamos num recanto muito agradável com uma vista sobre a praça, ficando com a sensação de estar num pequeno restaurante parisiense dos anos 50 talvez...

Imagem de Invicto Gastropub

Imagem de Invicto Gastropub
O cheiro divinal a comida que pairava no ar prometia! E assim que nos sentamos na mesa e fomos percorrendo a ementa, ficamos com a certeza que seria uma deliciosa refeição. 
Começamos pelas mini-francesinhas, que estavam deliciosas! Os ingredientes são de ótima qualidade, muito saborosos e a carne bem tenra. O molho estava no ponto, ligeiramente picante, e depois das iguarias terem desaparecido do prato, ficamos a pensar que talvez tivesse sido melhor optar pela francesinha de um "tamanho normal", porque estas estavam tão boas que souberam a pouco... 




Mas como o nosso objetivo era provar vários pratinhos, continuamos!
Segundo pratinho: pica-pau com tostas de queijo e presunto, hmmmmm!...



Acompanhado por umas belas batatas fritas com molho Invicto.



E finalmente, para terminar, já quase a abarrotar, uns mini-hamburgueres, com direito a tudo (queijo, pickles, fiambre, rúcula, molho...).



Se ainda não conhecem, têm mesmo de ir experimentar este novo espaço do Porto, junto à Praça dos Leões. Provavelmente vão ter de esperar por mesa, mas vale mesmo a pena! :)


Invicto Gastropub
Praça Guilherme Gomes Fernandes nº 60
Porto

Tlf: 92 615 53 93



sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Construindo uma maternidade...

Uma maternidade para cães, claro!...

Na expectativa de, a qualquer momento, a nossa querida Sasha (cadela) entrar em trabalho de parto, tivemos de meter mãos à obra e construir uma maternidade onde ela pudesse ter os seus filhotes com muito conforto e proteção.

Depois de muitos anos de experiência com cães, chegamos à conclusão que o colchão mais adequado a um dogue alemão é... um colchão de cama de solteiro! É o único colchão, até agora testado cá em casa, onde estes gigantes se podem esticar à vontade e deitar, sem criarem os chamados "calos".
Usando então o colchão de cama de solteiro da Sasha (gentilmente cedido há uns anos por um amigo em mudanças) como base, tivemos de construir uma estrutura de madeira à volta do colchão, que permitisse criar um resguardo de forma a que os cachorrinhos não pudessem sair desta zona.




Além disso, também colocamos umas proteções cilíndricas, dentro da estrutura de madeira, de forma a que quando a Sasha se encostasse à lateral da caixa, sobrasse um pequeno espaço para os cachorros não ficarem esmagados entre ela e as paredes. Para isso utilizamos... varões de cortinas! :)






E aqui está a estrutura quase pronta, com a sua futura utilizadora a inspecionar os trabalhos:


Trabalho pronto, uffa!





E aqui está a maternidade completa: o colchão coberto com um lençol impermeável a protegê-lo e com uma manta quentinha por cima, e a estrutura de madeira envolvente onde o colchão encaixou perfeitamente.
Além disso, acrescentei 2 lâmpadas de aquecimento por cima do colchão, para manter a mãe e filhotes bem quentinhos durante as noites frias de Inverno.



E ao fim de alguns dias tive a honra de assistir ao momento mágico do parto da Sasha, com alguns percalços pelo meio, mas aqui está ela com a sua filhota, feliz dentro da maternidade. 

É linda, não é? :)