Pesquisar no blogue

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

A Sandeira do Porto



A Sandeira é um novo espaço na baixa do Porto, mais exatamente na rua dos Caldeireiros, onde é possível degustar deliciosas sandes, saladas e outros petiscos.

Na primeira tentativa de experimentar a Sandeira, dei com o nariz na porta... Que pontaria, estava fechada para férias!... Nova tentativa, passado uma semana e depois de ter confirmado a sua abertura no facebook, fui bem sucedida!



 
O espaço é minúsculo, no rés-do-chão de uma típica casa portuense. No total há umas 4 ou 5 mesinhas e um balcão ao longo da sala. As paredes são revestidas com portas de madeira rústicas e antigas, o que dá um ar peculiar ao espaço. A iluminação é a adequada (os candeeiros também são bastante originais) e a música de muito bom gosto.



As especialidades, como o nome do espaço indica, são as sandes. Além disso, existem saladas, petiscos, sobremesas e muitas bebidas. Todas as sandes e saladas têm nomes relacionados com a cidade do Porto, como por exemplo, Douro, Clérigos, S. Bento, etc.






 
Eu pedi a sandes de frango, maçã e queijo e o F. pediu a de tomate, manjericão, queijo e pasta de azeitona. Para acompanhar umas batatas fritas e vinho a copo.



As sandes são geniais, tendo como base comum uma mistura de alface e rúcula, e sementes de sésamo. Os ingredientes são de ótima qualidade e a mistura de sabores é divinal! O pão é grande do tipo chapata, crocante e delicioso. As sandes chegam à nossa mesa abertas num prato, para nos "babarmos" com a visão do recheio. Depois é só encaixar a metade superior do pão, pressionar um bocadito, e está pronta a comer! 
As batatas fritas são deliciosas, cortadas em generosos gomos e salpicadas com ervas aromáticas. 
Além do vinho também têm as tradicionais bebidas, além de cocktails e sangrias peculiares.

Quanto às sobremesas, apesar dos nomes bastante apelativos, não consegui provar nenhuma pelo facto de não caber mais nada no meu estômago! :)

É um local a repetir muitas vezes, para ir experimentando o resto das sandes! Recomendo!!



A Sandeira
Rua dos Caldeireiros 85
Porto

Tlf: 916018770



terça-feira, 27 de agosto de 2013

Pudim de chocolate com sementes de chia

Esta é uma receita das mais simples que conheço e que resulta em algo delicioso e saudável! Principalmente para quem adora chocolate, como eu! :)
Antes de mais, o que são as sementes de chia? Quem anda atento à parte dos supermercados dedicada à alimentação saudável/vegetariana já deve ter reparado nesta sementes à venda (caríssimas!). Estas pequenas pérolas são, tal como a quinoa, consideradas um super-alimento, devido às suas propriedades nutritivas (ricas em fibras, antioxidantes, proteínas, vitaminas e minerais, sendo a fonte vegetal mais rica em ácidos gordos ómega-3). Quando entram em contacto com a água ou outro líquido, formam uma espécie de muco tornando a solução gelatinosa, o que é ótimo para fazer pudins ou cremes.
Ingredientes:
  • 1/3 chávena de sementes de chia
  • 1 chávena de leite de soja magro
  • 2 colheres de sopa de cacau magro em pó
  • 1 colher de sopa de mel (ou um pouco mais para os gulosos)
  • 1 colher de chá de canela
Misturar bem todos os ingredientes numa tigela média. Tapar e levar ao frigorífico durante pelo menos 4h (o ideal é deixar de um dia para o outro). Está pronto a devorar!
Opcional: depois de pronto, pode-se colocar o pudim num processador ou misturadora até ficar espumoso, e assim obtém-se uma mousse em vez de pudim. Se necessário adicionar um pouco mais de leite para ficar fôfa.
BOM PROVEITO!

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Produção da semana

E esta semana o nosso quintal/horta presenteou-nos com:


Hmmm, começa a ficar interessante!! :)


terça-feira, 20 de agosto de 2013

De t-shirt a top - como transformar

Também já vos aconteceu terem lá por casa umas roupas que já não usam ou até que nunca usaram? 
Por acaso, isso não me acontece muito, ao longo do tempo aprendi a doar tudo o que já não uso ou que nunca usei, porque não aguento confusão!! Não gosto de ver os armários cheios de roupas velhas ou inúteis, e assim que começam a acumular-se, toca a levar tudo para doação ou reciclagem! Exceto as velharias, essas sim, coleciono até formarem um monte, e quanto mais velhas melhor :)

Bem, mas em relação às roupas... Tinha uma t-shirt, no fundo de uma gaveta, há mais ou menos 1 ano, que me deram na feira do livro no ano passado, e eu nunca a usei (demasiado grande e masculina). Ao fazer as arrumações da roupa de inverno, encontrei-a! E não ia voltar para a gaveta, não sr.!... Lembrei-me então de testar uma ideia que já tinha visto noutros blogues: transformá-la num top fresquinho e leve para o verão.



  1. Coloca-se a t-shirt direita numa superfície grande e lisa;
  2. Cortam-se as 2 mangas;
  3. Nas costas da t-shirt corta-se o tecido ao longo da linha formada entre a parte de baixo das 2 mangas;
  4. Desdobra-se o tecido da parte de cima das costas e corta-se a meio no sentido do comprimento (estas 2 partes vão ser as alças do top);
  5. Acerta-se o decote da t-shirt conforme o feitio que se pretende, cortando o excesso de tecido;
  6. Opcional: Corta-se cada alça em 3 fitas;
  7. e 8. Enrolam-se as 3 fitas, de cada alça, em trança.

Esta é a parte básica de transformar a t-shirt em top, obtendo isto:



Agora vem a parte do acabamento, ou seja, escolher uma forma de segurar as alças: 
  • juntar as tranças/alças atrás do pescoço
  • coser as tranças/alças às costas do top
  • cruzar as trança/alças e coser às costas do top
  • etc.




Uma das opções: coser as alças às costas do top.

Outra opção: coser as extremidades das alças atrás do pescoço.

Eu optei por juntar as tranças atrás do pescoço, tendo cosido à mão as extremidade das 2 tranças uma à outra e ocultando esta união com um pedacinho do tecido que sobrou das mangas.



Que tal? Ficou giro, não? :)


terça-feira, 13 de agosto de 2013

Viagem medieval 2013

Mais uma vez! Como faz parte da minha tradição, na semana passada fui viajar pela época medieval em Santa Maria da Feira. Nunca desilude, e cada ano que passa há sempre uma ou outra novidade, para melhor!
Aqui fica o resumo da minha viagem em imagens:


As ruas da Feira.


Pormenor de uma casa com as janelas revestidas com teares.


Curiosa esta disposição a destas pombas!...


Igreja matriz.


Até as crianças querem ajudar a fazer pão com chouriço, uma das iguarias da festa.


Eu mesma, em frente ao castelo.


A mesa do botânico.


O cortejo dos soldados.
Revejam aqui as minhas viagens medievais dos anos anteriores: